quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

O Cinismo do Jornalista, "Poeta" e "Escritor" José Nêumanne Pinto

José Nêumanne Pinto: dublê de poeta e escritor

Por DiAfonso*

Jornalista com larga experiência a serviço do desserviço informativo, o paraibano José Nêumanne Pinto é um sujeito arrogante, boçal, onipotente e dado a percutir o discurso nefasto da elite branca paulista e daqueles a quem ele próprio bajula. É dado, sobretudo, a chacotear e a tripudiar daqueles que não integram o grupo de seus serviçais bajuladores. Com Lula, com o PT e, recente e intensamente, com a Ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff, o nível dos comentários é de uma lástima que beira o absurdo. Descarado e, muitas vezes, usando de uma retórica empolada, o jornalista Nêumanne Pinto vai se consagrando como uma figura asquerosa e de pouca valia para quem exercita o senso crítico e compreende as relações entre forças sociais como um embate no qual as ideias devam se sobrepor ao cinismo.

No seu comentário de hoje (13/jan/2010), ele exacerba o seu descaramento e sua verve desinformativa ao falar sobre a "Política Nacional de Direitos Humanos do governo LULA". Além de demonstrar uma explícita parcialidade, a partir de uma interpretação tendenciosa do PNDH, José Nêumanne Pinto (1) invoca a presença "patriótica e impoluta" dos militares, ao indagar por onde eles andam. Serão saudades neumannianas da Ditadura?!? (Assista ao vídeo abaixo)


Mas o Nêumanne não esgota suas facetas fazendo um jornalismo terrorista e mentiroso. Ele é, também, "poeta" e "romacista" (Membro da Academia Paraibana de Letras)! Se não acreditam, caros leitores, leiam e se deleitem com um fragmento de sua produção poética "Ode ao pó":

"Açúcar é assim:
brilho vermelho na melancia,
mancha verde na uva-itália
e na maçã verde,
mas todo branco quando só
e branco inteiro enquanto pó
(força de fortes
droga de débeis).
Gelado e molenga
no sorvete de açaí;
a cara-metade do caramelo,
embebido em compressas,
tostado em fogo lento.
Há açúcar na polpa
e açúcar na papa.
Há açúcar do engenho,
de forno e fornalha." (2)

Toca a alma, não?!?! Que lindo, que bonitinho... Emociona, faz o leitor refletir profundamente sobre a alma do açúcar e sua consubstanciação na própria alma humana... É preciso abrir o coração para a leitura de tão arrebatador poema e deixar-se levar rumo a uma deslumbrosa planície em que se descortinam os voos rasantes de multicoloridas borboletas menstruadas. Se ainda não creem, caros leitores, em tal abdução poética, perguntem aos tais serviçais bajuladores desse grande nome da literatura brasileira, quiçá universal. Eles, certamente, irão "direto ao assunto" e confirmarão a gandiosidade desse poeta que, com suas penas, rabisca o insondável dos seres e comove o universo.

(1) Para se inteirar sobre a curiosidade quanto ao nome Nêumanne, clique AQUI.
(2) Para ler o poema neumanianno na íntegra, clique AQUI.

* Editor-geral do Terra Brasilis

8 comentários:

GilsonSampaio disse...

DiAfonso,
Do jeito que gente se porta com prepotência e arrogância não estranharia se o biltre tomasse como elogioso o seu comentário.
Essa foi cirúrgica e afagou minha alma.
Abs
Gilson

Jussara Seixas disse...

Esse trste é um ser nojento, asqueroso

DiAfonso disse...

Caro Gilson Sampaio, bom dia!

É bem possível que o Nêumanne tome como uma "exegese positiva" a observação que fiz de um de seus trabalhos poéticos e obrigue algum editor a publicá-la. A arrogância dele não permitirá entrever o sarcasmo no comentário que fiz.

Abs, Cumpadi Gilson Sampaio!

DiAfonso disse...

Querida Jussara Seixas, bom dia!

Quando o vejo sinto calafrios... Sua presença incomoda e turva a tela da TV! É, sim, um ser desprezível, porquanto age com prepotência e desdém diante de mentes que não comungam com seus comentários nojentos.

Carlos, o Pé... disse...

Sujeitinho nojento, saudosista da ditadura, quando fala, pretendendo ser irônico, não consegue provocar menos do que asco...
De sua boca só saem excrementos, os mesmos que preenchem sua caixa craniana.
Se tivesse alguma relevância, estaria em veiculos de comunicação mais "importantes".
Será que anda pelas ruas sossegado?

DiAfonso disse...

Caro Cumpadi Carlos, boa tarde!

Como dizemos por aqui: esse sujeitinho é um "coméida"! rsrsr

Abs!

Marcelo disse...

È... realmente, esse JOSÉ NOJENTO PINTO é de causar NOJO a qualquer um. Pelo jeito a Academia de Letras da Paraiba está caente de POETAS hein....

Francisco Almeida disse...

A maior virtude desse zinho é um dia ter conhecido o Lula, e vive, a partir da ascenção dele, a ganhar platéia e dinheiro daqueles tão imbencis quanto ele, o zinho. É desses peixinhos simbióticos que encontrou seu tubarão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...