terça-feira, 22 de março de 2011

Reinaldo Azevedo: um senhor doente pela imagem de Lula

Por DiAfonso [editor-geral do Terra Brasilis]

Reinaldo Azevedo [Fonte da imagem: aqui]

O "Tio Rei" [sim, ele mesmo: o Reinaldo Azevedo] ainda não compreendeu que quanto mais escreve, mais asneiras brotam de suas conservadoras penas. E quando o assunto é Lula... Parece que o Reinaldo tem fixação na imagem e na personalidade do mais querido presidente que o Brasil já teve. 

A verborragia reinaldiana em relação a Lula - espalhada pelo duto fedorento da Veja  - deixa entrever um quê de depressivo estado de alma. Constata-se, no jornalista, uma certa frustração pela desenvoltura e sucesso de um ex-operário que, pela vontade popular, sentou-se numa cadeira presidencial e de lá, por dois mandatos consecutivos, dirigiu os destinos da nação de um modo "nunca antes na história desse país". Já o Reinaldo... Todos nós já sabemos como ele se comporta quando sente cheiro da ralé.

As investidas contra Lula, nos textos bufos que Reinaldo Azevedo produz, denotam o caráter refratário do articulista da Veja ao valor que o outro possa  ter. Claro está que o "outro" faz referência a todos aqueles que não são da laia do "titio".

Seguem-se fragmentos escritos por um Reinaldo Azevedo tresloucado com a magnitude que o ex-presidente construiu ao longo de sua vida pública e que, mesmo estando longe da cadeira presidencial, ainda mantém. 

Com vocês as palavras do bufo "Tio Rei": 

[...] O Apedeuta [Lula] estaria reclamando especialmente do excesso de elogios da imprensa à sua sucessora. Seria apenas uma forma de provocá-lo e de tentar minimizar a sua grande obra. O auge da contrariedade foi a ausência no almoço oferecido pela presidente a Barack Obama.[...]
[...] Lula está infeliz porque precisa do elogio e do reconhecimento permanentes; está infeliz porque, já se observou aqui, ele realmente acredita ser aquela personagem da mitologia; está infeliz porque, intimamente, tomará como usurpador qualquer um que sente naquela cadeira, por mais que a pessoa lhe prestasse reverência.[...]

Para ler o texto do "Tio Rei" na íntegra, clique aqui.

3 comentários:

TERROR DO NORDESTE disse...

Cumpadi, esse disleiriado ainda ta vivo, é?

DiAfonso disse...

Cumpadi, e num e que ele ainda vévi? rsrs

Abs!

Israel Ozanam disse...

Reinaldo Azevedo é mesmo pitoresco, mas se deixarmos um pouco de lado a forma como ele aborda as questões e nos concentrarmos apenas alguns aspectos delas, talvez vejamos alguma importância no que diz. Por exemplo, o caso do texto apresentado na postagem me fez pensar em quão problemáticas são essas transições para a coesão interna das unidades de ação política. Isso inclusive me pareceu expresso na situação de Palocci no novo governo. Claro, é essa reflexão que Reinaldo Azevedo quer, pois com sua escrita não apenas expressa seu desejo pela intensificação de tensões no governo, mas também a intenção de promovê-las ou produzi-las. Porém, em se tratando da forma como é visto por seus opositores, creio que ele chamar a atenção para algum conflito interno no PT acaba sendo contraproducente devido às ressalvas que inspira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...