segunda-feira, 6 de junho de 2011

"Nóis pega o peixe e amostra os anzól" - Premêro Facicru [Tecêra Fôia]

Prof. Diógenes Afonso [DiAfonso]


No NE10:


O que se pode verificar - a partir da relação entre o sujeito [grifo em azul] e as formas verbais* [grifos em vermelho] - é a existência de um problema de coesão que afeta a concordância entre os termos na segunda ocorrência [vai entrar], criando, ainda que sutilmente, a perda do referente executor da ação.

Claro está que o papel de anunciar cabe aOs integrantes da banda e que o núcleo integrantes é o motivo sintático que leva a referida forma verbal a se encontrar no plural: anunciaram

Em qualquer gramática de língua portuguesa, pode-se ler a seguinte norma quanto à concordância verbal primária, básica, geral: o verbo deve concordar em número e em pessoa com o núcleo do sujeito. Assim é que, como dito acima, o núcleo integrantes determina a forma anunciaram, na 3a. pessoa do plural.

A clareza, no entanto, desfaz-se quando se tenta estabelecer um nexo entre o sujeito Os integrantes da banda e a locução verbal vai entrar. Quem vai entrar? A banda que, como antecedente do pronome relativo que, determina a forma verbal completa na 3a. pessoa do singular, adequadamente? Ou integrantes, elemento nuclear do sujeito Os integrantes da banda? Caso o interlocutor se incline a considerar esta última construção, haveria um endosso a um flagrante "erro" [assim denominam os puristas midiáticos da língua portuguesa] de concordância verbal.

A dúvida sintática e o problema coesivo gerado seriam desfeitos certamente, se o redator tivesse optado por duas possibilidades não excludentes entre si:
  1. Os integrantes da banda, que completa 25 anos de estrada neste ano, anunciaram durante o programa Domingão do Faustão, da Rede Globo, que vão entrar em recesso.
  2. Os integrantes da banda, que completa 25 anos de estrada neste ano, anunciaram durante o programa Domingão do Faustão, da Rede Globo, que [a banda / o grupo] vai entrar em recesso.

* A segunda forma verbal se encontra constituída de um verbo auxiliar e um principal no infinitivo [locução verbal].

Lêia máis nu premêro facicru, aqui.

2 comentários:

Carlos Cwb disse...

E ainda assim, só pra esticar o assunto, não é crível que os integrantes da banda pararão de trabalhar.
Portanto, a forma correta seria "A banda vai entrar em recesso", e não "os integrantes da banda entrarão em recesso"...

-Tô CERTO, FESSÔ?

DiAfonso disse...

Cumpadi Carlos,

Seria uma outra possibilidade de noticiar o fato. É preciso observar, no entanto, que está se tratanto da relação entre os integrantes da banda e a banda. Assim sendo, é perfeitamente crível que os integrantes da banda não mais executarão as atividades na banda.

rsrs é banda pra lá, banda pra cá... rsrs

Abs e obrigado pelo comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...