domingo, 4 de março de 2012

O descaramento de Demóstenes Torres: "Eu pensei que ele havia abandonado o crime"

"Fala, professor, melhorou?"

Era assim que o senador moralista Demóstenes Torres (DEM/GO) se dirigia ao mafioso Carlinhos Cachoeira nas conversas telefônicas grampeadas pela PF; entre fevereiro e agosto de 2011, foram 298 ligações, mais de uma por dia; inquérito já foi encaminhado ao STF; e agora, Demóstenes?

Foto: BETO BARATA/AGÊNCIA ESTADO 

Dias piores virão para o senador Demóstenes Torres (DEM/GO). Catão da República e amigo do peito do bicheiro Carlinhos Cachoeira, que está detido num presídio de segurança máxima em Mossoró (RN), acusado de comandar um esquema de jogos ilegais e fraudes em licitações, com fortes ramificações no governo goiano, do tucano Marconi Perillo, Demóstenes pode se transformar em réu no Supremo Tribunal Federal.

A Polícia Federal acaba de encaminhar ao STF as transcrições das 298 ligações telefônicas trocadas entre o senador Demóstenes e o bicheiro Carlinhos Cachoeira entre fevereiro e agosto de 2011 – na média, 1,4 telefonema por dia. “Fala, professor, melhorou?” Era assim que Demóstenes se dirigia ao contraventor.

Ora, mas professor de quê, senador? Carlinhos Cachoeira há anos é conhecido como um dos mais notórios empresários da contravenção no Brasil, muito embora o senador goiano tenha declarado que pensava que o mesmo havia abandonado o crime (leia mais aqui).

Na maior parte das conversas, Demóstenes e Cachoeira marcam jantares. Algumas vezes falam da necessidade de conversar com urgência urgentíssima. O senador ganhou do bicheiro uma cozinha importada dos Estados Unidos avaliada em US$ 27 mil. No entanto, ele não vê problemas nisso. Diz que não se incomoda por ter recebido presentes de “uma pessoa considerada limpa”.

Na tribuna

Demóstenes diz que irá à tribuna do Senado nesta semana para se defender. Afirma, ainda, que descobriu que Carlinhos Cachoeira é um contraventor apenas na última semana. Segundo o senador Walter Pinheiro (PT-BA), os petistas “não farão com eles o que fizeram com a gente”. Mas afirmou que “uma ligação com Carlos Cachoeira nunca é boa”.

4 comentários:

Alexandre Oliveira disse...

Como não vão fazer nada? Quer dizer que vocês no Senado aceitam as denúncias da oposição e fica por isto mesmo. Isto chama-se covardia, o mesmo comportamento da presidenta Dilma com o PIG!

Diógenes Afonso disse...

Pois é, caro Alexandre Oliveira,

Fosse Carlinhos Cachoeira amigo de algum petista, a oposição partiria para cima sem piedade. O PT está com medo de esticar a corda? Na verdade, muitos petistas de São Paulo não honram o partido.

Quanto à presidenta Dilma, não vou chamá-la de covarde, pois não depende dela, exclusivamente, enquadrar esta imprensa golpista.

Abs e grato pelo comentário.

Murilo disse...

Nenhuma irregularidade consta contra o senador Demóstenes Torres
Confira a nota divulgada hoje pela coluna do jornalista Cláudio Humberto:

"A Procuradoria Geral da República não recebeu representação, ofício ou denúncia contra o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), cujas conversas com Carlos Cachoeira foram gravadas pela Polícia Federal durante o ano de 2011. Isso quer dizer que não foram encontrados, em quase trezentos telefonemas, qualquer indício de ato ilícito, do contrário a investigação teria sido transferida para o Supremo Tribunal Federal."

Portanto, a enxurrada de notícias que tem sido despejada na internet sobre este caso, apenas comprova a tentativa sórdida de pisotear a verdade dos fatos e de manchar a imagem de um parlamentar que representa aquilo que está tão em falta em nosso país atualmente: um homem público firme, que faz oposição sem receio de peitar os grandes do governo e de cobrar explicações por seus atos, além de intransigentemente condenar o uso do Estado para fins particulares e os desvios crescentes de recursos públicos.

Daí a euforia dos militantes governistas em atacá-lo exaustivamente. Basta lembrar que Demóstenes é um dos poucos políticos no Brasil que não se rende a patrulha politicamente correta, abraçando com muita garra bandeiras como redução de impostos, maior rigor nas leis penais, combate a corrupção, fim das cotas raciais, valorização do agronegócio e a construção de um Estado enxuto e eficiente, com o apoio irrestrito ao talento individual frente ao Estado assistencialista brasileiro. Espero que a verdade dos fatos prevaleça!

Diógenes Afonso disse...

Caro Murilo,

O jornalista Claudio Humberto tem fé de ofício? Você parece ingênuo invocar como argumento de autoridade o que o Cláudio Humberto divulga.

Claro está que a presunção de inocência vale para qualquer um, inclusive para o José Dirceu. Mas não é o que a mídia corporativa e o próprio Cláudio Humberto invocam.

Abs e grato pelo comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...