sexta-feira, 20 de abril de 2012

Ricardo Teixeira vende a seleção brasileira


Sim. Ricardo Teixeira deixou a CBF, mas antes de se retirar por completo, o cartola fez seu último negócio a frente da entidade. Ele vendeu os direitos de transmissão das eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 e da Copa de 2014  da seleção masculina  e da feminina  para a empresa de marketing do seu compadre, Kleber Leite.

A informação foi publicada na Folha de S.Paulo desta quinta-feira e dá conta que a negociação ocorreu um pouco antes do cartola deixar o cargo, conforme o balancete da CBF obtido pelo jornal.

A CBF recebeu R$ 4, 025 milhões referentes a 'antecipação pela cessão de direitos comerciais e outras pela Klefer Ltda pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. A mesma empresa pagou R$ 1, 335 milhão como adiantamento pelas duas versões da Copa do Mundo de 2014 (edição masculina) e 2015 (edição feminina).

Kleber Leite  se notabilizou por ser um dos ex-presidentes mais controversos do Flamengo e por ser o candidato de Teixeira à presidência do Clube dos 13 quando foi derrotado por Fábio Koff.  A Klefer organizou os últimos amistosos da seleção no Brasil e o Superclássico das Américas contra a Argentina.


2 comentários:

svieira disse...

Mais é tão fãcil resolver. Onde tiver um Dirigente ladão e uma empresa ladrona quebra-se o contrato e po~e o dono ca cadeia. Simples assim, se não não tem fim....qual é o problema de quebrar-se um contrato de uma coisa vergonhosa como essta.

Diógenes Afonso disse...

Caro SVieira,

A simplicidade parece se revestir de uma compexidade que não entendemos. Apique-se a lei e pronto, como vc bem frisa.

Abs!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...