sábado, 28 de julho de 2012

Prefeiturável do PSDB é acusado de assassinato. Sérgio Guerra é chamado a tomar uma posição

Nas redes sociais, campanha é feita contra candidato a prefeito de Bom Conselho

Nas redes sociais, a movimentação contra a candidatura do prefeiturável Dannilo Godoy, em Bom Conselho, Agreste de Pernambuco, está intensa. Só na fun page VOTE NULO, página de engajamento político no Facebook, 1160 pessoas compartilharam a foto que o mostra ao lado do professor de jiu-jitsu Rufino Gomes, "Morceguinho", a quem teria assassinado na Paraíba, em janeiro de 2011.


Segundo o PSDB de Pernambuco, Godoy, que é candidato pelo partido, seria parente e aliado político de Gervásio Matos, ex-prefeito da cidade. A reportagem tentou entrar contato, mas não conseguiu. O jovem, de acordo com sites paraibanos, estaria em primeiro lugar nas intenções de voto do município e, junto a outros dois rapazes, é acusado de matar Rufino.

Pai da vítima, o advogado Roberto Faria de Araújo explicou que a polícia apurou o caso e chegou à conclusão de que o candidato a prefeito e dois primos eram os responsáveis pelo crime. "A justiça decretou a prisão dos três, mas eles sumiram. Ficaram foragidos até a defesa recorrer da decisão", contou Araújo. 

No Superior Tribunal de Justiça (STJ), de acordo com o pai de "Morceguinho", os acusados conseguiram revogar a prisão na Paraíba. Colega de trabalho do professor, Tarcísio Jardim lembra que houve comoção diante da escolha do Superior. "Ele era muito querido. Amigos, familiares e até quem não o conhecia ficou indignado", afirmou. Ao terem notícia da candidatura, teve início a movimentação contra Godoy.

Enquanto amigos se empenham na internet, o pai de Rufino tenta atingir, politicamente, um dos acusados de matar seu filho. "Enviei uma carta ao presidente nacional do PSDB e deputado federal por Pernambuco Sérgio Guerra contando que tipo de gente está se canditando pelo partido dele. Espero que ele tome uma atitude", desabafou.

CRIME - O professor de jiu-jitsu Rufino Gomes, 29, conhecido como "Morceguinho", foi assassinado com três tiros em janeiro de 2011, no Bessa, bairro de João Pessoa, capital paraibana. A vítima saia da academia na qual trabalhava quando foi abordado por três homens em um carro e uma moto. A motivação, segundo a viúva da vítima, foi uma briga e uma festa, três dias antes do assassinato, por causa de um whisky.

Um comentário:

Mabel Dias disse...

A campanha tem que ser feroz contra esse candidato porque imagine ele dentro da politica será os mesmos bandidos que tentamos combater hoje pelas redes sociais, o povo tem que travar essa batalha contra essa tentativa de bandidos se incorporarem aos quadros políticos já visando usufruir dos seus poderes para aplicar golpes como já é costumeira essa ação dos demo-tucanatos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...