terça-feira, 20 de novembro de 2012

Abuso Policial: vídeo mostra PM agredindo participante da "Caminhada pela paz"

Por Rafael Santos

Uma das piores coisas do mundo contemporâneo é o maniqueísmo que define os rumos da opinião pública. Ele forja expressões como "bandido bom é bandido morto", "pobre é ignorante" e "torcida organizada é antro de vagabundo", expressões que só fariam sentido se a realidade em nosso país (e por que não em nosso mundo?) fosse simplória.

Bem, escrevo isso para comentar o vídeo absurdo que mostra policiais militares agredindo uma menina de 18 anos antes da partida entre Vasco da Gama e Curitiba. Ela participava de — pasmem — uma manifestação batizada de "Caminhada pela paz" em homenagem a torcedores mortos recentemente. Parte da agressão foi filmada por uma torcedora e postada no Youtube.

A denuncia ganhou eco no G1 em reportagem de Fernando Castro. No vídeo é possível ver um policial batendo a cabeça da jovem contra um portão de ferro. Segundo relato da fotógrafa Ana Paula Ribeiro ao G1, os policiais chutavam pessoas que andavam devagar e ficaram incomodados com a presença de câmeras. A torcedora agredida pretende levar o caso à justiça. Vejam o vídeo abaixo e tirem suas próprias conclusões:



A PM resolveu divulgar uma nota oficial nesta segunda (19) sobre o ocorrido. Leia na integra:


O vídeo já chegou ao conhecimento do Comando do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), o qual está determinou a abertura de um procedimento administrativo para apurar o que realmente houve. E caso fique comprovado que os policiais agiram irregularmente, eles serão punidos conforme prevê a Lei.
O Comando do BOPE também esclarece que não compactua com nenhum tipo de atitude que vá de encontro a todo e qualquer direito dos cidadãos, mas por "estarmos em um estado democrático de direito, e respeitando os dispositivos constitucionais, os policiais têm direito a ampla defesa e ao contraditório". [Nota do editor-geral do Terra Brasilis: o que o comando do BOPE não diz, nem quer ouvir falar é que o cidadão, muitas vezes, não tem direito a ampla defesa e ao contraditório diante da truculência de certos policiais. E o "estado democrático de direito" do cidadão? Fica onde?]
O Comando do BOPE reitera que tem sido enfático em relação aos direitos dos cidadãos, mas somente será sabido o que realmente aconteceu ao término do procedimento instaurado.

Prática comum

Devo ressaltar que esse tipo de postura de agentes do poder público (pagos para proteger e não agredir ou ameaçar está longe de ser algo raro). Quem frequenta estádios pelo Brasil já deve ter percebido que o torcedor organizado ou não está longe de receber tratamento vip.  Não estou dizendo que membros de torcidas organizadas são anjinhos ou que policiais militares são demônios... Apenas reitero que a situação é mais complexa do que parece. Fica o convite para reflexão.


PS: Muitos leitores questionam o que a moça escondeu na calça. Foi o celular, os policiais queriam quebrar o aparelho porque ela estava filmando outros abusos.



2 comentários:

Luiz H. França disse...

É bem complicado, Mestre...

Agora, todos nós somos fiscais efetivos e nem todos os agentes públicoa entendem isso.

Outro dia tirei uma foto de um dos carros da "Patrulha do Bairro" (já reparou que esses carros "vevem" em postos de gasolina?), apenas para anotar o número de ordem do bairro do Cordeiro, e dois policiais vieram com ignorância, querendo ver o que foi fotografado, quaase tomaram o celular da minha mão. Só não me agrediram por que falei educadamente.

Espero que eles sejam minoria.

Diógenes Afonso disse...

Luizinho, bote complicado nisso. O que aconteceu com vc, ocorreu comigo. Estava na Av Cde da Boa Vista, na altura da rua do Consulado americano e havia um carro da Patrulha no posto e os caras tomando água de coco. Bati a foto e um deles veio para cima de mim. Eu disse que eu era livre para fotografar o que é público a hora que eu desejasse e que ele podia ir se retirando que eu não tinha nada a falar com ele. Se insistisse iria à corregedoria. Deu meia volta e lavrou... era um desses novinhos. Se fosse os mais antigos não sei como terminaria.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...