quinta-feira, 18 de julho de 2013

Dr. Cesar Camara, o médico que achou pouco




Em entrevista à Folha de São Paulo, publicada em 18/07/2013, o médico urologista Dr. Cesar Camara disse que desistiu  de participar do programa Mais Médicos, alegando que o programa não paga 13º, nem férias e FGTS, apenas oferece ajuda de custo para alimentação e moradia, além de um salário de  R$10.000,00. O Dr. Camara, que fez pouco caso da oferta de trabalho no interior é médico assistente da equipe do renomado prof. Miguel Srougi (inimigo do Programa), urologista do Hospital das Clinicas da USP e médico do Hospital Sírio-Libanês. O Dr. Camara também atende em seu consultório particular  na Vila Nova Conceição, um bairro da elite paulistana. Eu acho que ele faz muito bem em não aceitar, porque o governo não pretende desqualificar o corpo médico dos melhores hospitais do país, que devem pagar fortunas aos médicos que atendem os mais exclusivos convênios nas grandes cidades. Abaixo, um trecho da entrevista concedida ao jornal:

"Não há direito algum. Fica complicado aceitar um trabalho nessas condições", disse ao jornal o urologista Cesar Camara, de São Paulo, que fez a inscrição e desistiu de efetivá-la. Na quarta-feira, o Ministério da Saúde anunciou que o número de inscritos no Mais Médicos supera a quantidade de vagas oferecidas: 11.701 médicos (2.335 com diploma do exterior) haviam feito a inscrição pela internet, enquanto o programa oferece 10,4 mil vagas. O ministério disse que está fazendo um "pente-fino" com a ajuda da Polícia Federal para avaliar o real interesse de cada médico.”

Jussara Seixas [Editora do Terra Brasilis - São Paulo]


4 comentários:

Ignacio disse...

Hum... hospital sírio-libanês é sem dúvida o hospital das elites, foi nele em que se trataram o Lula e a Dilma.

Diógenes Afonso disse...

Ignacio, você não teria um argumento mais plausível de que essa baboseira dita acima? O problema não é ser elite, é se comportar como elite nefasta. Se Lula e Dilma foram tratados no Sírio é porque têm condições para isso. O plano de saúde de presidente e ex-presidente, assim como de deputados, propicia isso.

Eduardo Pedro Gonçalves disse...

Diogenes e' um inocente. Acredita em tudo que assiste na TV. Coitado !!!!!

Diógenes Afonso disse...

kkkkkk Eduardo Pedro, você não sabe ler... Coisa de analfabeto funcional [isso não é grave, pode ser corrigido].

O que está lá escrito é um artigo baseado em dados divulgados pela Folha de SP... rsrsrs

Coitado, digo eu, de você. rsrs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...